Pesquisa de opinião da Intralinks Global: Atividade de M&A afetada por tendências globais

De acordo com a última Pesquisa de Opinião Global, 60% dos profissionais de M&A estão otimistas sobre o ambiente de negócios nos próximos seis meses.


30/04/2015

Intralinks Global Sentiment Survey:

As negociações em 2014 viram o retorno de crescimento significativo para os mercados de M&A globais pela primeira vez desde 2010, de acordo com as previsões feitas no ano passado no  Intralinks Deal Flow Indicator (DFP). Desde o início de 2015, o crescimento estabilizou, mas a tendência ainda continua aumentado. Apesar da redução esperada de um trimestre a outro, o relatório Intralinks DFP mais recente mostra um aumento no fluxo de negócios na comparação anual.

O Intralinks DFP é um indicador exclusivo de atividades futuras de fusões e aquisições (M&A). Ele prevê mudanças no volume de negociações de M&A globais que devem ser anunciadas nos próximos seis meses.

A cada trimestre, quando anunciamos nossas previsões, também incluímos o resultado da Pesquisa de opinião da Intralinks Global, que reúne dados sobre a opinião e as visões dos profissionais do setor sobre o futuro do mercado de M&A. Os resultados da pesquisa deste semestre com 600 profissionais globais de M&A revelou que:

 

 

 

  • 60% dos profissionais de M&A estão otimistas quanto ao ambiente de negociações nos próximos seis meses, em comparação aos 55% no trimestre anterior
  • 65% esperam que os volumes de negociações aumentem durante os próximos seis meses, comparados aos 64% no trimestre anterior
  • A estimativa da negociação foi citada como a parte mais difícil do processo de M&A


Como sempre, incluímos algumas perguntas sobre as tendências atuais observadas no mercado financeiro e como elas afetam a atividade de M&A. Essas tendências incluem perguntas sobre flexibilização quantitativa, alterações nas taxas de câmbio, inovações de empresas iniciais que criam alvos de aquisição atraentes e se o volume de atividades de M&A na China aumentará nos próximos 12 meses.

As respostas revelaram que:

 

 

 

  • 55% esperam um aumento na atividade europeia de M&A devido ao programa de flexibilização quantitativa recentemente iniciado pelo Banco Central Europeu
  • 64% acreditam que as mudanças nas taxas de câmbio (por exemplo, recente fortalecimento do dólar norte-americano e enfraquecimento do euro) afetarão a atividade de M&A
  • 39% esperam que o volume de atividades de M&A proveniente da China aumente nos próximo 12 meses


Apesar de imaginarmos que Bitcoin e moedas on-line seriam as mais tentadoras, os participantes acharam que inovações em pagamentos on-line/móveis e análise de big data seriam os alvos de aquisição mais atraentes.

A opinião na América Latina ainda é predominantemente pessimista, o que provavelmente pode ser atribuído ao baixo volume de negócios sendo fechados na região. Os participantes acreditam que as atividades nos setores de petróleo, gás, metais e mineração aumentarão nos próximos seis meses e, se estiverem certos, provavelmente também veremos um aumento nas atividades dos mercados emergentes.  Será interessante ver se os profissionais que trabalham no setor de M&A estarão certos.



Esther Hollander

Esther Hollander

Esther é gerente de comunicações corporativas sênior da Intralinks. Ela fornece conteúdo para atividades de comunicações internas e externas, bem como posicionamento corporativo geral, para apoiar os objetivos gerais da empresa. Esther cria materiais de comunicação para diversas organizações e empresas há mais de 10 anos. Ela se formou na Universidade de Rutgers com diploma em Literatura Inglesa.

Fique por dentro

Inscreva-se em nossa newsletter para receber análises de mercado e inspirações de liderança imperdíveis diretamente no seu e-mail. Esta newsletter será enviada em inglês.